segunda-feira, 22 de outubro de 2007

O todo



É preciso entender que tudo na vida
É efêmero e eterno ao mesmo tempo,
Que o paradoxo faz parte,
Que o certo é pleno
E que sua única condição é o amor.

3 comentários:

Caio disse...

Também ando escrevendo sobre o amor.. nada é mais difícil do que tentar descrever de onde viemos, pra onde vamos e do que somos constituídos..

A. disse...

pra mim a única condição é a criação
a eternidade da obra de arte :D
e o amor é uma miscelânea disso tudo
mas que inclui ciúme e sofrimento
então prefiro só falar do gozo éstético
que é a parte boa do amor (na minha definição)

Nah Borboleta disse...

Impressionada...