segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Vôo



Leva sua vida
Porque, no caminho, há de surgir poesia.
Mova-se por suas amizades,
Pois são elas que estarão sempre ao seu lado.

Ame todos, deixe falar quem quiser.
Diga sim para não dizer talvez.

À noite, busque as estrelas,
Mesmo que as luzes da cidade as escondam.
De dia, procure o verde,
Mesmo que os prédios o oculte.

Olhe o céu e ache os pássaros,
Mesmo que inexistentes.
Eles são o maior ensinamento.
Eles e as flores,
Que se abrem mesmo à noite.

Abaixa estes ombros,
Cuida do seu corpo.
A vida é longa, companheiro...
O tempo não parará,
Por mais que você queira.

Apague as luzes,
Respeite a noite,
O escuro, a morte.

O caminho está no ar,
Basta aprender a voar.

6 comentários:

maria estephania disse...

" Leve como leve pluma
Muito leve leve pousa
Muito leve leve pousa
Na simples e suave coisa
Suave coisa nenhuma
Suave coisa nenhuma
Sombra silêncio ou espuma
Nuvem azul que arrefece
Simples e suave coisa
Suave coisa nenhuma "

Bia Simonini disse...

"Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia"

technology disse...

aoc power leveling

alerts disse...

nike shoes

googler disse...

fashion jewelry

materials disse...

nike dunk