terça-feira, 4 de novembro de 2008

Pagamento



Pago minhas sensações com sofrimento.
Me introverto com minha lógica,
E a extroversão vem com o sentimento.
Tudo devidamente equilibrado?
Não! Falta emoção...

Não quero perder a qualidade de chorar,
Quero viver, quero amar...

Meu coração é de carne,
Já a mente de resina,
E a escrita é de tinta.

Pintar o ego, deixá-lo colorido...
Transbordar o copo...
Copo vazio.
É o que preciso.

Viver é ser,
Especular não é.
O passado que foi
É o futuro que jamais será.

Há todas as cores em mim,
Porém não as vejo.
E com os olhos fechados
Há o nada branco e o infinito preto.